Post Exclusivo

Vinil Review
07 abril 2017

Genesis- Selling England By The Pound

 

 

Álbum marcante na trajetória do grupo inglês, em sua segunda formação. Gravado em 1973, com Peter Gabriel, a frente, e no vocal principal, a banda em seu quinto disco, traz repertório rico em influências eruditas e composições maduras, que são assinadas por todos os integrantes. A bateria marcante e criativa do então somente baterista e backing vocals, Phill Collins, que arrebenta tecnicamente neste álbum, mostrando todo o seu preparo rítmico e técnico. Em mais de 53 minutos de obra, com músicas de até 11 minutos, demonstram, concentração e determinação, lembrando e executando, arranjos complexos, numa época em que não existia ainda o computador e neguinho atacava, cravando, do início ao fim da música, coisa que hoje, muitos não dão importância, devido as facilidades de edição e o refazer de partes mal executadas por determinado instrumento, em uma canção.

O repertório traz vanguarda, nas letras e canções, pois Peter Gabriel estava mesmo 10 anos á frente de seu tempo. Mas pensando bem, a frente do que? Quatro anos depois o GENESIS, e outros grupos do progressivo seriam devorados pelo mais raivoso e devastador rock, o punk rock dos Sex Pistols, que resolveram implodir aquele mundo, estabelecido, cantando, GOD SAVE THE QUEEN, num barco descendo o Rio Tamisa em pleno centenário da rainha inglesa. Independente dos Sex Pistols, que também foram com tudo, para o limbo. Talvez, a lição que fica é que a música tem uma transformação continua e se comunica muito com o presente, o atual. É só reparar no que estamos passando no Brasil e no mundo, neste momento, de pouca esperança com a qualidade do que é produzido neste planeta e explorado, pelos meios de comunicação de massa. Música boa nós temos e apenas aguardamos o momento de colocarmos tudo de bom em evidência novamente.

 

 

O GENESIS fez a minha cabeça adolescente e ainda me emociona, com os temas desse discaço, chamado SELLING ENGLAND BY THE POUND, que tem solos lindos do Steve Hackett, baixos construídos com interações totais da bateria, numa cozinha temperada por Mike Rutherford e Phill Colins, que depois veio a se tornar o grande cantor/compositor do pop mundial. Os teclados de Anthony Banks nos temas como Firth of fifth, Dancing with the moonlit Knight, Cinema show, The battle of Epping forest, são aulas de orquestração e nos mostram uma Inglaterra pós Beatles, abrindo fogo de verdade.

 

 

 

 

 

Nome da Faixa:
I Know What I Like (In Your Wardrobe)Tony Banks / Phil Collins / Peter Gabriel / Steve Hackett / Mike Rutherford
Ano de Lançamento: 1973
Gravadora: Charisma
Artista: Genesis
Gênero: Rock Progressivo
Colaborador Ilustre : Guto Goffi

Guitarra de Steve Hackett

Comentários

Comentários

|