Post Exclusivo

Vinil Review
13 junho 2017

O Billy que tem Cobham no nome…

Billy Cobham. Foi especificamente o vinil Birds of Fire, da Mahavishnu Orchestra, que mudou o rumo de minha vida musical. Lançado em 1973, mas chegando em minhas mãos apenas 8 anos depois, perdi a conta do número de vezes que a agulha do meu toca-discos cruzou Birds Of Fire de ponta a ponta. Foram dezenas, centenas de audições, sem que eu pudesse identificar o que Cobham fazia ao longo das 10 faixas do disco. Aos dezenove anos, pensava comigo mesmo: ‘seria apenas um baterista tocando tudo aquilo?’ Se o baterista é Billy Cobham, a resposta é sim.

Só passei a entender a Mahavishnu Orchestra quando comprei o book com as partituras. A partir de então decidi que Billy Cobham faria parte da minha rotina de estudos, de minhas audições, bem como de minha vida musical.  Os anos passaram, e o destino cuidou de nos encontramos em 1992, quando desde então nos tornamos amigos muito próximos.  No ano de 2006 gravamos juntos a faixa Maracatango, lançada em meu CD Samba Soft.

Billy continua estudando, pesquisando, gravando… e surpreendendo. Completou recentemente 73 anos e tem muito a contar, muito. Indiscutivelmente uma de minhas referências musicais. Billy Cobham. Ponto.

 

Sallaberry

 

 

 

Comentários

Comentários

|